Novo estudo – Vapor do Cigarro Electrónico não é prejudicial à saude

Entre as várias preocupações expressas por aqueles que se opõem aos Cigarros Electrónicos, encontra-se o receio que no vapor produzido por estes aparelhos e inalados pelos utilizadores existam substâncias tóxicas para as pessoas que os rodeiam. Estes acreditam que este vapor poderá causar danos semelhantes aos do tabaco tabaco para os “fumadores passivos”.

Recentemente um novo estudo sobre a constituição do vapor emitido pelo Cigarro Electrónico foi conduzido pelo professor Igor Burstyn da Escola de Saúde Pública do Departamento de Saúde Ambiental e Ocupacional da Universidade de Drexel, nos Estados Unidos da América.

Ao analisar mais de 9000 observações sobre a constituição química do vapor do líquido dos Cigarros Electrónicos, o Dr. Burstyn concluiu que os níveis de contaminação a que os utilizadores de Cigarros Electrónicos são expostos são insignificantes, muito abaixo dos níveis que representam qualquer risco para a saúde. Além disso, não existe nenhum risco de saúde para as pessoas em redor.

Propostas para proibir Cigarros Electrónicos em locais onde o fumo é proibido têm sido baseadas na preocupação de que existe um risco potencial para as pessoas expostas ao vapor do cigarro electrónico, mas o estudo mostra que não há nenhuma preocupação.

O Dr. Gilbert RossDe ACSH ( American Council on Science and Health) , comentou a respeito do estudo: “A análise abrangente do Professor Burstyn deve ajudar a eliminar as preocupações daqueles que de boa fé, da comunidade anti-tabagimso, demonstram preocupações acerca de segurança dos Cigarros Electróncios para as “fumadores passivos”. “Infelizmente, para a maior parte dos que invocam estas preocupações, este provavelmente terá pouco impacto, uma vez que são resistentes à discussão baseada na ciência, fixados que estão nas suas variadas perversas agendas”.
O estudo pode ser consultado em:
http://publichealth.drexel.edu/SiteData/docs/ms08/f90349264250e603/ms08.pdf

Fonte: http://acsh.org


Seja o primeiro a comentar.

Deixe um comentário